Pesquisa revela indicadores sociais dos territórios de São Mateus e Sapopemba

Reprodução: CCP Santa Úrsula/Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto

Por Wallace Morais

A pesquisa “Indicadores de Território – São Mateus e Sapopemba” foi realizada pelo Centro de Capacitação Profissional Santa Úrsula, unidade de qualificação profissional do Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto, entidade filantrópica que atua na periferia de São Paulo ofertando serviço de assistência social para a população em situação de vulnerabilidade.

Com o intuito de levantar índices socioeconômicos dos bairros em que atua, a unidade conduziu uma pesquisa inédita nos distritos de São Mateus e Sapopemba, registrando dados étnicos, econômicos e de inserção no mercado de trabalho. Tal estudo tem por objetivo compreender a realidade da população usuária do centro de qualificação profissional, facilitar o entendimento dos desafios que esta população enfrenta e direcionar a luta por políticas públicas no território.

Com população estimada em 600 mi habitantes, segundo o últimos senso demográfico do IBGE (2010), os bairros de São Mateus e Sapopemba localizados na periferia da zona leste da cidade de São Paulo, enfrentam uma realidade de extrema vulnerabilidade. Segundo dados do Mapa da Desigualdade 2019 da Rede Nossa São Paulo, os distritos apresentam índices preocupantes, como por exemplo, alto índice de trabalho informal e baixa expectativa de vida. Com isso, era necessário traçar indicadores que se aproximassem da realidade deste territórios, com um olhar detalhado sobre a desigualdade social enfrentada pela população de mais de meio milhão de pessoas.

Em parceria com o Coletivo Vozes das Periferias, o CCP Santa Úrsula e o Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto irão revelar este indicadores em uma série de reportagens, onde identificará demandas, oportunidades, visibilizando e criando o debate sobre o racismo, machismo, perfil étnico, desemprego da população feminina, acesso à educação superior, renda e outras realidades do povo periférico dos bairros de São Mateus e Sapopemba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *