#Covid19nasFavelas: Higienização de alimentos e embalagem ajuda na combate ao Coronavírus

Os cuidados com a higienização de alimentos são tão necessários quanto o cuidado com o nosso corpo

Por Ingrid Cruz

Reprodução: Ministério da Saúde

A pandemia chegou e pegou o mundo inteiro de surpresa. Ainda não existe uma vacina, nem um remédio eficaz contra o Covid-19, então é necessário que mudanças nos hábitos sejam realizadas.

Além de criar o hábito de higienizar as mãos com água e sabão, ou álcool 70% frequentemente, ter uma boa alimentação, usar máscaras e evitar aglomerações, temos que nos atentar com a higienização dos alimentos e embalagens, para que dessa forma armários, geladeiras, entre outros, não sejam contaminados.

Passo a passo para uma boa higienização de frutas, verduras e legumes:

  1. lavar com água e sabão;
  2. deixar de molho em solução clorada, água sanitária, (veja na embalagem do produto a diluição adequada);
  3. enxaguar novamente para que nenhum resíduo químico fique no alimento;
  4. armazenar em local adequado (potes, sacos próprios para armazenagem).

Mais orientações no Ministério da Saúde em https://saudebrasil.saude.gov.br/eu-quero-me-alimentar-melhor/das-prateleiras-a-mesa-guia-pratico-de-como-manusear-e-utilizar-os-alimentos-de-forma-adequada

Atenção: algumas frutas podem sofrer oxidação com contato com a água e acabar escurecendo, então opte por lavar as frutas quando for consumi-las, antes disso apenas armazene em uma fruteira, o mesmo pode ser feito com verduras e legumes que não irão direto para a geladeira.

Mantenha sempre o ambiente de preparo de alimentos limpo e higienizado. Quando fizer compras lembre-se de lavar as embalagens com água e sabão e/ou álcool 70%, ou solução clorada, antes de armazená-las.

Seguindo as orientações de prevenção da Organização Mundial da Saúde, mantendo seu lar sempre limpo, arejado e se atentando com a higienização dos alimentos e embalagens, você estará contribuindo com o todo. Protegendo sua família e consequentemente as diversas outras famílias existentes.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *