27 de NOVEMBRO de 2022

Parceiros e familiares são os principais responsáveis por casos de feminicídio

Pesquisa feita no mês do Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher mostra dados sobre feminicídio em todo o mundo
Em 1999, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu 25 de novembro como o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher para alertar a sociedade sobre casos de violência e maus tratos contra as mulheres e meninas. Divulgado há alguns dias antes da data em 2022, estudo revela que parceiros e familiares são os principais responsáveis por casos de feminicídio. Continue comigo para entender mais sobre esse tipo de crime e qual o impacto dele no mundo todo.
O que é feminicídio?
De acordo com Letícia Armindo, psicóloga e coordenadora de operações do Vozes das Periferias, feminicídio é todo o crime cometido contra uma mulher, normalmente feito por alguém do âmbito familiar ou que a vítima tenha relação afetuosa como pai e marido, por exemplo.

De acordo com ela, ações para promover a garantia de direitos podem diminuir esse tipo de crime. Por isso, é importante a realização de debates e mobilizações que abordem a igualdade de gêneros e a proteção à mulher.

A pesquisa divulgada recentemente mostra que, apesar do intenso debate, as mulheres ainda perdem suas vidas devido à violência de gênero.
Foto: Maxim Hopman/Unsplash
Índices de feminicídio no mundo
A pesquisa divulgada pela ONU Mulheres e Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc) mostra dados sobre feminicídio em 2021.

De acordo com ele, de todos os crimes classificados como feminicídios em 2021, 56% foram pelas mãos de parceiros íntimos ou familiares. Outro indicador preocupante revelado pela pesquisa é a morte de cinco meninas ou mulheres a cada hora.

O número pode ser ainda maior, se levarmos em conta que há muitos casos que não são notificados ou comprovados que se tratam de um feminicídio. Além disso, há muitos outros tipos de violência contra mulheres e meninas como assédio sexual, agressões físicas e psicológicas.

Por isso, é cada vez mais importante ações e debates que falem sobre o tema, assim como Armindo ressaltou. E lembre-se: você, como cidadã, pode denunciar qualquer tipo de crime contra o sexo feminino ligando no 180 na Central de Atendimento à Mulher.

É importante que todos façam a sua parte para garantir a igualdade de gênero e um mundo melhor.
Compartilhe nosso conteúdo!


Please set the Disqus ShortName in block Settings


notícias relacionadas